Minha Casa...Minha Alma...

Viagem com Tânia por um mar desconhecido...

Textos


AMOR É AMOR.
                      Tânia De Oliveira



Mesmo que o amor não escreva
Ou que faça colóquios
Mesmo que não fale
Ou se declare em poesia
Mesmo que se manifeste
Ou fique estático
Mesmo que se delicie aos toques
Ou nem goze, nem curta
Mesmo que sofra de ciúmes
Ou seja neurótico de posse
Mesmo que seja amor de iguais
Ou amor de diferentes
Mesmo que planeje encontros
Ou esteja em bloqueios
Mesmo estando sem medo
Ou medroso, defensivo
Mesmo sem atividades profanas 
Ou sagradas, divinas
Mesmo com questões filosóficas
Ou só do senso comum
Mesmo que seja proibido
Ou sacramentado
Mesmo sem cartesianismos (lógicas)
Ou romanticidades
Mesmo sem o beijo de Gustav Klimt
Ou a metamorfose de Kafka
Mesmo com a inspiração de Drummond
Ou sem o desvendamento de Foucault
Mesmo com o romance de Shakespeare
Ou a decepção de Oscar Wilde
Mesmo efetivo, convincente
Ou sem explicação da mente
Amor... é Amor...
Só sabe quem sente!







Maceió, 20 de Janeiro de 2018
 
 
Tânia de Oliveira
Enviado por Tânia de Oliveira em 21/01/2018
Alterado em 21/01/2018

Música: One and Only (lyrics) - Adele



Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras