Minha Casa...Minha Alma...

Viagem com Tânia por um mar desconhecido...

Textos




ESTAÇÕES DO TEMPO




Tirou o casado de frio do cabide
E simplesmente vestiu
Não pensou em nada de tempo ruim
Pois de seus sonhos nunca desistiu.

 
Firmou as mãos nos seios
Ainda bonitos, durinhos
Sentiu uma onda de leveza
E pela idade, totais carinhos.

Abraçou alguns versos escolhidos
E uma linda música instrumental
Ouviu todo amor em seu coração
Com força e sabedoria total

Fez uma retrospectiva de vida
Passou rápido no passado
Afirmou um presente feliz
Viu seu futuro, nele confirmado.



Tânia de Oliveira
Enviado por Tânia de Oliveira em 22/07/2017
Alterado em 22/07/2017

Música: Alma - (Vander Lee)



Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras