Minha Casa...Minha Alma...

Viagem com Tânia por um mar desconhecido...

Meu Diário
02/10/2014 11h29
Meu Diário em 02/10/2014

Meu Diário em 02/10/2014

Acordei cedo renovada. Ontem passei o dia com virose, dores no corpo principalmente na cabeça. Sempre tive medo de viver só. Hoje vejo que é um medo infundado. Filhos casados, separação, tudo nos leva a criar uma insegurança sem nexo. Como diz o Krishnamurti; - O medo que nossa mente inventa "é maior do que a coisa em si". Ou seja, somos bem maior que imaginamos ser. O segredo está não em ouvir isso mas em comprovar isso no nosso dia a dia.

Aprendi com uma senhora de idade bem avançada, 93 anos. Ela sempre teve uma vitalidade surpreendente. Quase não comia carne, só peixe. Fazia todos os afazeres de casa sozinha. Comia pouco, tomava muito chá e sempre que cançava dormia um pouquinho. O segredo minha filha é entender a linguagem do corpo. Faça pausas de um cochilinho de vez em quando.

Fiz isso ontem. Fiz chá de canela, enviei mensagem pros filhos e filhas e cochilei o dia todo, mesmo a contragosto. mas ainda cuidei do jardim. A Shakira com raiva porque não dei atenção a ela...espedaçou dois vasos meus. Danadinha. Um foi o pé de alecrim e o outro o pé de manjericão. Acho que ambos estão perdidos. Estou também com meus dois pés de avenca Pelo de Vênus em observação. É que passei mais dias do que devia na casa de minha filha Karol e aqui não choveu como la. Embora sejam relativamente perto os lugares. Acho que uns 30 km.

Pois é, quando cheguei as avenças que mais amo estavam com as folhas secas, "resentidas" pela falta de zelo. Pus água, conversei, mudei para a sombra e elas estão sem mostrar melhora. Vamos ver o resultado essa semana.

Mas eu resolvi escrever hoje mais foi pelas coisas que eu estava pensando enquanto tentava cochilar um pouco ontem. Mas kd? A mente velha vilã afasta os pensamentos me deixando desmemoriada. Nessas horas nem adiante forçar...depois vem... E enquanto não vem vou falar de avenca e vou em busca de outras coisas....

A avenca  Cabelo de Vênus a Adiantum Capillusveneris como é chamada cientificamente, sempre foi minha planta preferida. Seguida de Pé de Romã e Bourganville e Bambu. Amo-as. Aliás adoro plantas. Adoro árvores...Oliveiras... Pinheiros...Acho as Jaqueiras maravilhosas...generosas dão frutos até pelo tronco, pelas raízes...Assim que escrever aqui vou postar em meu face ( https://www.facebook.com/profile.php?id=100002263910406) sobre as diversas espécies dessa avenca...a Cabelo de Vênus essa que pus na imagem de meu Diário de hoje.

Só lembrei que se tratava do potencial que nós temos dentro de nós e não aproveitamos porque não sabemos quebrar nossos limites! É como se soubessemos voar mas estivessemos presos em um caixoto de tábuas finas e pregos pequenos. Basta um enchimento de pulmão mais fiorte para quebrarmos as paredes do caixote e voarmos em espaços infinitios...num mar desconhecimdo até então...perto de onde Deus mora talvez...

Bom Dia Meu Diário!


Publicado por Tânia de Oliveira em 02/10/2014 às 11h29

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras