Minha Casa...Minha Alma...

Viagem com Tânia por um mar desconhecido...

Textos


SINGELEZA


 
Ai! Cansei de ser gente.
Pois agora, nesse instante,
Pretenciosamente
Desejei de repente, interna,
Ser mais que um ser
Vivente!
Ser uma brisa, uma coisa leve,
E que durasse brevemente.
Mas que sentisse a pureza
De ser uma coisa, um ser doce
E simplesmente ter uma boa
Natureza!
Que nunca visse tristeza em rostos
E que fosse carinho, doçura, ternura.
Amar incondicionalmente
Para todos os viventes. Ou para
Os que nunca foram amados,
( Como eu )
Principalmente!
12/08/2017
17:11
Tânia de Oliveira
Enviado por Tânia de Oliveira em 12/08/2017
Alterado em 13/08/2017

Música: The Mystics Dream - Loreena McKennitt



Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras