Minha Casa...Minha Alma...

Viagem com Tânia por um mar desconhecido...

Textos


O AMOR DELES DOIS

O amor deles começava desde quando acordavam
Não havia o sexo da juventude pois amadureceram
Mas havia total prazer e alegria quando se tocavam

 
A energia de seu habitat era amena, de paz, singular
Em volta deles tudo inspirava arte com simplicidade
Seus gostos e seus sentimentos se refletiam no lar...

 
O amor deles resistia aos erros do antes e do depois
Não havia um pensamento linear para ter harmonia
Só havia o alto brilho da felicidade nos olhos dos dois

 
Não havia insegurança nem possibilidade de traição
Havia fé, confiança, cumplicidade em tudo que faziam
Esse era o ponto alto que animava essa bela relação!

 
Havia mais além, vigor e paixão exaltada pelos poetas
Havia em cada ato exato, o retrato de uma óbvia paixão
O amor, a vida feliz deles com a gratidão era completa!


 
Tânia de Oliveira
Enviado por Tânia de Oliveira em 06/08/2017

Música: Ao Longe o Mar The Faraway Sea - Madredeus



Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras