Minha Casa...Minha Alma...

Viagem com Tânia por um mar desconhecido...

Textos



NOITE AZULADA



Brilhou na alma nua, uma noite azulada.
Embora não fosse de Van Gogh o céu,
Mas era como tal tela matizada estrelada.

Expunha texturas onde só em azul respira
Estava única, com um tom circunstancial,
D'alma apaixonada que de amor suspira!

Nem débitos de tristezas, nem de alegria
Embotada de desejo, gozo doído, sentido.
Ah, a alma quer. E o corpo: todo arrepia!

Amadurecendo a fruta simbólica humana
Cheia de contradição mas com essência
Fortes sentidos, sons e cores dela emana

Cada dia mais aprende sobre si, cada dia!
Esse amor sem regras, raízes, mas intenso
Num tal movimento que a si próprio desafia.



Ilustrações:

Telas de Vincent Van Gohg

 
The Café Terrace On The Place Du Forum Arles At Night - 1888
Notte Stellata - 1889
Notte Stellata Sul Rodano -1888
















 
Tânia de Oliveira
Enviado por Tânia de Oliveira em 28/07/2017
Alterado em 28/07/2017

Música: Ao Longe o Mar The Faraway Sea - Madredeus



Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras