Minha Casa...Minha Alma...

Viagem com Tânia por um mar desconhecido...

Textos


SENSIBILIDADE & ALTERIDADE


 
 
Observou através da janela sua própria solidão.
E c
ada ponto da paisagem falava de seu interior
A sobriedade, a calma, mas também a tristeza.
Fazia parte do contexto, até a cor da luz na tarde.
Passou a respirar com total tranquilidade, sua paz
Solveu o gosto daquela melancolia até a última gota
Enquanto duas lágrimas escapavam de seus olhos.
Haveriam de vir dias de mais alegrias, certamente
Mas não deixaria nunca de pagar o preço altíssimo
Que custeasse sua consciência de dever cumprido!
Isso estava acima de seus maiores desejos pessoais
A vida lhe ensinara sobre individualismo e alteridade
Sobre amor, sobre sensibilidade e sentimentalidade!
 
19/07/2017
22:16



 
Tânia de Oliveira
Enviado por Tânia de Oliveira em 19/07/2017

Música: PRA RUA ME LEVAR - ANTONIO VILLEROY E ORQUESTRA



Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras