Minha Casa...Minha Alma...

Viagem com Tânia por um mar desconhecido...

Textos


AMOR SEM DRAMA

 
Eram tão diferentes.
Ele intelectual, fechado, tímido, educado demais, religioso.
Ela desligada, expontanea, cética, espirituosa, desprendidida.
Ambos tinham algo em comum: eram sensíveis às artes.
Encontraram-se numa exposição  de  um
Pintor de Vanguarda: René Magritte.
Ele a viu de cabeça pra baixo tentando
ver o quadro noutro ângulo.
Ele baixou a cabeça até onde os olhos deram e perguntou:
Lindo não é?
O meu preferido, repondeu ela,
observando aquele brilho negro nos olhos dele.
Parados ora olhava o quadro, ora olhava um para o outro.
Ali começaram uma conversa inesperada. Sim, porque ele nem acreditava que tivera coragem de ousar falar com ela daquele jeito.
Despediram-se alí e dois anos depois ela vai com a turma de mestrado pra um estudo de meio e o encontra no grupo.
Pareciam amigos antigos conversando alegremente.
- Moro com meu filho adolescente, conversou ele. Sou separado.
Eu também, respondeu ela, mas não tenho filhos. Estou ainda muito ferida. Era apaixonada pelo meu marido e ele apaixonou-se por outra. Passaram-se quatro anos mas ainda estou ferida.
Simplesmente não esperava nunca.
Sinto-me muito bem com você e isso não é comum, sou muio tímido. Poderíamos ser amigos? Foram ao cinema. Filme chato, pipoca, passeio no shopping, silêncio, mas cumplicidade, segurança.
Vem ca, disse ele. Entrou na loja e comprou uma bonequinha gordinha. Presenteou-a dizendo : Presente, achei-a parecida contigo.
Ela emocionou-se. Como ele sabia que ela adorava bonecas?
Tinha uma coleção. Coincidência feliz. Não confidenciou-lhe mas mostrou que ficou feliz com a escolha.
Trocaram telefone, endereço e facebook.
Ela falou de sua viagem à África marcada desde o inicio do ano.  Ele disse que também iria se ela não se incomodasse.
Não houve drama, só um encontro feliz!
Viagem dos sonhos para ambos.
Descobriram-se entre árvores e animais selvagens,
amando-se perdidamente.

***

Tânia de Oliveira
Enviado por Tânia de Oliveira em 16/07/2017

Música: The Logica lSong by - Roger Hodgson



Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras