Minha Casa...Minha Alma...

Viagem com Tânia por um mar desconhecido...

Textos


LUZ DO SOL
Tânia De Oliveira
 
Não havia espaço para a tristeza
Nem naquele final de dia
Também não era possível
Irradiar festejo de alegria
O olhar vago pensativo
Refletia o rosto triste de Maria
Mas naquele momento só consigo
Apreciava a luz do sol, que recebia
Tânia de Oliveira
Enviado por Tânia de Oliveira em 03/06/2017
Alterado em 03/06/2017

Música: Luzes da Cidade - Marcelo Camelo



Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras