Minha Casa...Minha Alma...

Viagem com Tânia por um mar desconhecido...

Meu Diário
13/09/2014 22h15
Meu Diário em 11/09/2014

  Meu Diário em 11/09/2014

     Estou aqui na casa de minha filha caçula Karol e Wyl.      Aliás Minha Filha e Meu Filho. Genro bom se torna filho.
     Aqui devia...ter uma tabela na Porta...”Aqui Mora o Amor”...
          Nesse momento estou ouvindo uma chuvinha fina... e ouço o balançar alvoroçado da Jaqueira cheia de jaquinhas novas...que mãe generosa são as jaqueiras!
     A casinha tem uns degraus que dar para passar daqui pro firmamento. É um silêncio enorme. Quando acordo ouço o cantar de inúmeros passarinhos....pois é acredite...aqui tem muitos... Talvez devido às fruteiras aqui existentes. Vejo daqui também um galho de lírios enormes pendendo da chácara do vizinho... Eles estão meio “pensos” pois estão carregadinhos da água da chuva... que está caindo. Mas é lindo de se ver...
     Vim aqui pra e inspirar e terminar meu livro. Mas ontem dei uma fugidinha a tarde pra Rio Largo com minha filha . É uma cidadezinha do interior de Alagoas que fica próximo daqui. O lugar me inspirou pra escrever outro livro. É que a cidade me lembrou um tio meu que morou aqui e as histórias que vieram dele chegaram comigo na cidadezinha que é toda marcada pelo comércio do passado. Lembro quando eu era pequena o trem de ferro sempre passava por aqui coisa que meu pai curtia bastante.
     O rio Mundaú com suas enchentes destruiu grande parte do que sobrava da indústria têxtil que fomentou o passado dessa cidade. Era uma Companhia Alagoana de Fiação e Tecidos que junto a Usina Leão fizeram Rio Largo se elevar em 1915 para a categoria de cidade.
O nome Rio largo foi inspirado no nome de um antigo engenho de açúcar que recebeu esse nome por se situar próximo aonde o Rio mundaú apresentava em seu leito maior largura...daí rio largo.

     Nasceram aqui nesta ciadade dois governadores do Estado de Alagoas: Arnon de Mello pai do ex-presidente da República Color de Mello e Luiz Cavalcante.
 


Publicado por Tânia de Oliveira em 13/09/2014 às 22h15
 
01/09/2014 11h12
Meu Diário em 01/09/2014

 Acordei hoje com o olhar focalizado no firmamento. Disse então assim com toda força de minha alma:

Deus!

Protegei meus filhos e filhas...

E netos e genros e noras

Hoje sempre, todas as horas

Principalmente...agora!

Livrai-os da infelicidade

Guardai-os da maldade

Fazei-os felizes

E disemindores do bem

Para toda humanidade 

Amém!


Publicado por Tânia de Oliveira em 01/09/2014 às 11h12
 
12/08/2014 23h25
Meu Diário em 12/08/2014

MEU DIÁRIO 12/08/2014

           Estou levando uma vida muito "provinciana" e solitária. Acordo e durmo só e não me queixo. Opção minha. Ontem recebí a visita de Clelia a mãe e a família. Adorei. Já hoje acordei com  necessidade de resolver uma série de pendência mas me distrai e não fiz. Passei o dia fazendo as tarefas de casa, tipo fiz almoço, cuidei do jardim, lavei roupa e fiz poesia. Meu burgavlille está cheiinho de flor. A baby da Ilza nasceu.  A  mais linda do universo..

         Fiz hoje vários versos uma aldravia. Ufa tanta coisa pra dizer mas estou morrendo de sono ukgagagagmnbc..risos. Isso é sono.

 

 

 


Publicado por Tânia de Oliveira em 12/08/2014 às 23h25
 
11/08/2014 11h13
Meu Diário em 11/08/2014

11/08/2014

Fui varrer as carambolas da calçada de minha casa. A vizinha, uma velhinha agradável de seus oitenta anos, sempre fica sorridente quando faço isso. Dessa vez ela me surpreendeu dizendo: - Sua casa deve ser muito bonita. Ouvi a senhora agora a pouco pintando com spray, as vezes ouço máquina costurando, desculpe a intromissão. Respondi que minha casa não era tão bonita como poderia ser pois minha alma se aprisionou e eu fiquei meio tosca, sem disciplina pra fazer as coisas que planejo ou que sonho fazer. Ela me respreendeu : Nunca diga  nada negativo de sua alma nem de você. E olha tenho certeza que sua casa é linda. Quando eu ia convida-la pra entrar, alguém chamou e ela se foi. Entrei. Realmente minha casa tem vida. Carlos Drumond num de seus escritos descreveu ela (que modéstia!risos). E realmente preciso fazer concessões para minha alma. Outros risos. O que me faltava acontecer de bom era descobrir uma vizinha sábia, ou psicanalista ou mesmo uma filósofa. Mas já ouvi falar que ela é uma professora aposentada. Ta explicado. Voltei a pintar. Agora com mais vigor. Consegui o tom matiz das folhas da papoula. Já o cheiro da tinta está me dando azia. Fiquei sem comer até agora...mas que disciplina...vou fazer um mingau de aveia...café na minha italiana ( pense num cafezinho "bão"!)


Publicado por Tânia de Oliveira em 11/08/2014 às 11h13
 
10/08/2014 12h13
Meu Diário em 10/08/2014

 

Pescarias de meu Dia. 10/8/2014

   Tenho mania de Diário. Escrevo os meus desde que tinha 13 anos...É um  monto de cadernos.Hoje resolvi escrever aqui minhas possíveis e voluntárias impressões. Comecei o dia  indo ao jardim ver as diabruras que Shakyra minha cadelinha peralta aprontou. Quebrou mais uma vassoura. Outro dia falo sobre isso. Mas hoje o assunto é  algo que me surpreendeu...uma lagarta na minha palmeira. Tenho horror de lagarta. E aquela era esquisita comprida como uma cobrinha. E faminta...cortava reta a folhinha com uma precisão que nem minha mundial consegue quando estou a costurar. E o que fazer? Depois que me especializei em Biodiversidade aprendi a amar mais os bichinhos de todas as espécies. Reluto até em matar os peçonhentos. Então o que fazer...retirei ela da folha mas não tenho prateleira nem tenho como   leva-la para uma floresta...Alguém tem uma sugestão para fazer outra coisa com uma lagarta que não seja...matar? Vou ligar para Geovana minha amiga budista. Outro dia ela me falou que Buda ensinou...Não matarás!

 Bem pulei em meu PC e voei para minha última coqueluche...o Recanto das Letras.  Já li Silvino Potencio,  Hamilton Serpa e FCoelho  e estou amando ler...depois vou escrever.


Publicado por Tânia de Oliveira em 10/08/2014 às 12h13



Página 3 de 3 1 2 3 [«anterior]

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras